Michelle Carr dirigiu-se ao supermercado para fazer as suas compras diárias, mas ao chegar a casa reparou que dentro da alface estava um lagarto de 7,62 centímetros.

A norte-americana, enfermeira de profissão, apercebeu-se da presença do réptil depois de ter começado a comer. O garfo ficou preso no alimento, ou seja no lagarto que já se encontrava sem vida e sem a cauda.

Ao reparar na situação, a mulher sentiu-se mal disposta e vomitou. O receio da enfermeira era de ter ingerido bactérias nocivas provenientes do animal. 

Segundo a enfermeira, a compra da alface foi feita no dia 26 de janeiro. A verdura foi distribuída por uma empresa da Califórnia e oporta-voz do supermercado avisou o fornecedor do sucedido.

O caso já está a ser investigado pela “Food and Drug Administration”, uma agência especialista no departamento de Saúde e de Serviços Humanos nos Estados Unidos.