O ministro grego Yannis Mouzalas reivindicou "um plano B" da União Europeia no caso de a Turquia denunciar o acordo que permitiu reduzir o fluxo de migrantes para a Europa.

"Estamos muito preocupados, precisamos em todos os casos de um plano B", disse o ministro da imigração do governo de Alexis Tsipras numa entrevista ao diário alemão Bild.

A Grécia, que foi em 2015 a principal porta de entrada de refugiados e migrantes que procuram asilo na União Europeia, teme que o falhanço do acordo concluído a 18 de março entre a UE e Ancara implique o recomeço das entradas massivas de refugiados.