O Governo da Grécia confirmou esta segunda-feira a realização a 9 de setembro de uma cimeira de líderes dos países do sul da União Europeia (UE), entre eles Portugal, para debater os vários desafios que enfrenta o bloco comunitário.

Fontes do governo helénico citadas pela agência de notícias grega AMNA indicaram que todos os países convidados – Portugal, Espanha, França, Itália, Chipre e Malta – confirmaram a participação.

O convite do primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, aos líderes destes seis países do sul da Europa foi divulgado no início do mês de agosto. Na altura, a data de 9 de setembro foi avançada como a data mais provável para a realização do encontro.

O plano de Tsipras é abordar com os parceiros mediterrânicos os desafios que a UE enfrenta nos planos económico, político e institucional, e procurar uma posição conjunta face aos diversos desafios.

As mesmas fontes governamentais explicaram esta segunda-feira que o encontro pretende também abordar a capacidade dos países do sul da Europa de influenciar a agenda europeia em questões como a defesa do acervo social europeu, o desenvolvimento económico e a crise de refugiados.

O Governo de Atenas irá divulgar nos próximos dias uma agenda mais detalhada sobre os temas do encontro.

A reunião promovida por Atenas terá lugar alguns dias antes da cimeira da UE em Bratislava (Eslováquia), prevista para 16 de setembro, encontro no qual o Reino Unido não irá participar e em que será debatido o futuro da União após o ‘Brexit’, termo como ficou conhecida a saída britânica do bloco comunitário.