A justiça russa condenou o opositor Alexei Navalny esta terça-feira a três anos e meio de prisão com pena suspensa, mas isso não o impediu de participar num protesto no próprio dia.

O blogger, condenado pela prática de crimes económicos, que muitos acusam ser uma fachada pelo incómodo político, publicou no twitter uma fotografia sua, no que se julga ser um metro, a informar que se juntaria aos manifestantes no Kremlin de Moscovo.

«Posso estar em prisão domiciliária, mas hoje quero mesmo estar convosco. É por isso que também vou», escreveu.

Pouco depois de ser detido, Navalny postou no Twitter uma mensagem a pedir que as outras pessoas se mantivessem no protesto.

 «Fui detido, mas eles não são capazes de deter toda a gente», sublinhou Alexei.