O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, afirmou esta terça-feira que a Grécia não pode voltar aos planos de resgate e de submissão, na véspera de uma reunião em Bruxelas sobre o futuro do país.

«Não vamos recuar, a Grécia não vai voltar ao tempo dos planos de resgate e da submissão», disse no parlamento o chefe do novo Governo grego antes de receber um voto de confiança dos 300 deputados gregos sobre a política geral.

O partido do governo conseguiu 162 votos a favor, dos deputados que fazem parte do executivo, e 137 contra.

O ministro das Finanças grego, Yanis Varoufakis, viajou esta terça-feira para Bruxelas para participar quarta-feira na reunião extraordinária do Eurogrupo sobre a Grécia.

No parlamento, ainda antes de viajar, o ministro das Finanças afirmou que a intenção da Grécia em Bruxelas é negociar um novo acordo que não seja «tóxico», sublinhando que o «memorando acabou».