A capital da China amanheceu este sábado envolta numa nuvem de poluição mas, para já, com níveis de contaminação do ar abaixo do esperado no primeiro dia de um novo alerta vermelho devido à poluição, que vigorará até terça-feira.

A concentração de partículas PM 2,5 (as mais finas e suscetíveis de se infiltrarem nos pulmões) ao meio-dia (04:00 em Lisboa) estava nos 180 microgramas por metro cúbico, segundo a medição feita pela Embaixada dos EUA na cidade.

Apesar de estar muito acima dos 25 microgramas máximos recomendados pela Organização Mundial de Saúde, o nível de contaminação não chega aos 200 microgramas, a barreira definida pelas autoridades locais para acionar o alerta vermelho.