A União Europeia afasta a possibilidade de sanções contra a Rússia devido à participação militar na Síria, mas admite castigar Damasco.

“Nada foi proposto pelos Estados membros”, afirmou, nesta segunda-feira, a chefe da diplomacia europeia, Federica Mogherini, quando questionada sobre a possibilidade de sanções contra Moscovo.

“Nós temos sanções contra o regime sírio e vamos, de certeza, discutir o assunto”, acrescentou, referindo-se exclusivamente à Síria.

Pelo menos 12 civis morreram hoje em Alepo devido a bombardeamentos, elevando para 45 o número de mortos em 24 horas, segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

Cinco crianças estão entre os mortos no bairro controlado pelos rebeldes, e dezenas de pessoas ficaram feriadas ou estão ainda sob os escombros, acrescentou o observatório.

A guerra na Síria começou em 2011 e já fez mais de 300.000 mortos.