Ataques da força aérea síria contra três bairros de Alepo (norte da Síria) causaram este domingo 36 mortos, 15 dos quais crianças, segundo um balanço atualizado do Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

Aviões e helicópteros atacaram os bairros de Haydariyé, Ardh al-Hamra e Sakhour, situados no noroeste da cidade, antes um importante centro económico, disse o diretor daquela organização não-governamental, Rami Abdel Rahmane.

Os bombardeamentos ocorreram um dia depois do Crescente Vermelho sírio ter entregado alimentos e medicamentos na prisão central de Alepo, cercada pelos rebeldes há oito meses.

O regime de Bashar al-Assad anunciou no início da semana uma amnistia para os presos devido «às más condições humanas e de saúde» na prisão, segundo o OSDH.