Um tribunal alemão sugeriu o uso de um «burquíni» a uma menina muçulmana de modo a poder praticar natação com os seus colegas rapazes. A peça, que junta uma burca e um biquíni, foi criada para cobrir todo o corpo.

Os pais da jovem marroquina de 13 anos não queriam que ela participasse nas aulas da sua escola, em Frankfurt, porque acreditam que usar fato de banho e nadar com rapazes de calções vai contra os costumes islâmicos.

Várias jovens já adotaram este fato, mas muitas outras rejeitam-no por considerarem que continua a ser inaceitável nadar juntamente com rapazes despidos.

O advogado da família alega que, em algumas regiões, já existem aulas de educação física separadas, para que todos possam cumpri-las de acordo com as suas crenças religiosas.