Um homem de 21 anos, armado com um machete (uma faca de mato), matou, este domingo uma mulher e feriu outras duas pessoas, na cidade de Reutlingen, no sul da Alemanha. De acordo com a polícia local, o homem já foi detido e terá agido sozinho.

A polícia sublinha ainda que não há qualquer evidência que aponte para um ato terrorista. Os jornais alemães Bild e Sueddeutsche Zeitung avançam que os motivos são pouco claros.

O jovem atacante será um refugiado sírio. O ataque ocorreu perto de um restaurante de kebabs, após uma discussão de contornos pouco claros.

O ataque terá sido "crime passional", segundo a polícia, que deteve o agressor no centro da cidade.

Quando um homem e uma mulher têm uma discussão, parte-se do princípio que se trata de um crime passional", declarou um porta-voz da polícia à agência de notícias DPA.

Os media locais indicam que o agressor e a vítima mortal – uma mulher cuja identidade não foi revelada - se conheciam e trabalhavam no mesmo local.

A Alemanha ainda não recuperou do último ataque, na sexta-feira, em que um jovem de 18 anos, aparentemente com problemas psiquiátricos, atirou indiscriminadamente num centro comercial e nos arredores do mesmo, matando nove pessoas e ferindo 27, antes de se suicidar.

Os incidentes deste fim de semana acontecem menos de uma semana depois de um jovem de 17 anos ter ferido quatro pessoas, num ataque com um machado a um comboio.