O partido neonazi alemão NPD conseguiu pela primeira vez eleger um deputado ao Parlamento Europeu, segundo os resultados definitivos das eleições europeias, publicados esta segunda-feira, que dão a vitória aos conservadores de Angela Merkel.

Com aproximadamente 300 mil votos e 1% do total, o Partido Nacional-Democrático (NPD) conseguiu eleger um deputado entre os 96 que vão representar a Alemanha no Parlamento Europeu.

Os conservadores (CDU/CSU), da chanceler Angela Merkel, venceram as eleições europeias na Alemanha, com 35,3% votos (29 lugares), à frente dos seus parceiros de coligação, os sociais-democratas do SPD, com 27,3% dos votos e 27 assentos.

O novo partido antieuropeu Alternativa para a Alemanha (AfD), fundado na primavera de 2013, que defende a extinção da moeda única europeia, garantiu 7%, resultado que lhe garante sete assentos no Parlamento Europeu.

Com 10% dos votos, os Verdes foram a terceira força mais votada (11 lugares), à frente da esquerda radical Die Linke, com 7,4% ou sete mandatos.

O Partido Liberal FDP, antigo aliado de Merkel no governo antes das últimas legislativas de outubro, conquistou 3,4% dos votos, três deputados, contra os 11% obtidos nas eleições europeias de 2009.

A taxa de participação fixou-se em 48,1%, 4,9 pontos acima do registado há cinco anos, revelam ainda os resultados definitivos respeitantes à Alemanha.