Uma candidata à Câmara de Colónia, na Alemanha, foi, este sábado, esfaqueada, durante uma ação de campanha num mercado da cidade. O suspeito, entretanto detido, diz que agiu com “uma motivação racista”.
 
Henriette Reker ficou gravemente ferida no pescoço, mas o seu estado é “estável”. "Era responsável por cuidar dos refugiados" na Câmara de Colónia. "Neste contexto, trata-se de um ato político", salientou o diretor da polícia Renânia do Norte-Vestfália.
 
O suspeito do crime, um homem de 44 anos, já foi detido. Outra mulher ficou também gravemente ferida no ataque.
 
Henriette Reker é candidata independente, mas apoiada pela chanceler Angela Merkel.