Um casal de agricultores alemão, com cerca de 60 anos e que vivia há 30 no Paraguai, foi raptado e morto alegadamente por uma grupo guerrilheiro, noticia a BBC esta sexta-feira. 

Roberto Natto e Erika Reiser foram raptados com mais quatro trabalhadores na sua quinta no norte do país. 

Quando as autoridades conseguiram encontrar o local onde estavam sequestrados já era tarde. o casal alemão estava morto. Os trabalhadores conseguiram fugir. 

Segundo a BBC, o governo atribui a autoria das mortes ao Exército de Libertação do Paraguai, que exigiria destes estrangeiros dinheiro e comida. 

Os corpos vão ser entretanto trasladados para a Alemanha.