Pelo menos 55 pessoas morreram esta semana em dois ataques a aldeias na Nigéria, atribuídos ao grupo extremista Boko Haram, afirmou hoje fonte governamental, citada pela AFP.

“Combatentes do Boko Haram atacaram aldeias de Bale e Kayamla onde mataram pelo menos 55 pessoas e queimaram várias casas depois de saqueá-las, antes de prosseguirem para arredores de Maiduguri, onde foram esmagados pelas tropas", disse um oficial vigilante, Abacha Zinnari.


De acordo com Abacha Zinnari, os supostos membros do Boko Haram “mataram 30 pessoas em Kayamla e outras 25 em Bale”, aldeia que “está de luto”, desde o ataque de quinta-feira.