O Governo de Paris descartou esta quarta-feira a possibilidade de extraditar os dois pilotos franceses que fugiram da República Dominicana, onde foram condenados por tráfico de droga.

“A França vai aplicar as regras do Direito. Não extraditamos cidadãos franceses quando se encontram no nosso território”, disse o porta-voz do governo, Stéphane Le Foll, à rádio RTL.

A justiça dominicana anunciou na terça-feira que se prepara para lançar um mandado de prisão internacional contra os dois pilotos, atualmente em França.

Como conta a Agência France-Presse (AFP), os dois homens, de 55 e 56 anos, foram condenados a 20 anos de prisão na República Dominicana por tráfico de cocaína, mas conseguiram fugir do país de barco para a ilha de São Martinho - que pertence à França e Holanda -, de onde seguiram para Martinica, e depois para França.

Os dois pilotos estavam entre os quatro franceses detidos no âmbito do caso conhecido como "Air Cocaína".