Ahmed Moussa, pivô da televisão egípcia Sada el Balad, apresentou, no passado domingo, um vídeo de um suposto ataque da Rússia ao Estado Islâmico na Síria. O único problema é que as imagens apresentadas correspondiam ao videojogo “Apache: Air Assault” e não aos ataques russos.

“Deixem-me dizer-vos algo sobre a Rússia”, começa por dizer Moussa na introdução ao vídeo. 

“A Rússia não brinca. A América anda a brincar, não estava a tentar atingir Daesh. Pelo contrário, dava-lhes palmadinhas nas costas ao financiá-los e armá-los. Os russos fizeram isto. Sim, isto é o exército russo, é armamento russo, isto é Putin. Sim, eles lutam contra o terrorismo, confrontam-no de verdade. Agora vejam este vídeo aterrorizador, aterrorizador”.


As imagens surgem então no ecrã e o que se vê corresponde a um vídeo sobre o jogo desenvolvido pela empresa Russia's Gaijin Entertainment e, segundo site Egyptian Streets, tinham sido publicadas no Youtube há cinco anos.



Depois do erro, Ahmed Moussa não foi poupado pelos espectadores e acabou por ser alvo de vários memes e comentários nas redes sociais.