Cerca de 40 chifres de rinoceronte no valor de milhões de dólares foram roubados do cofre de uma organização de turismo do Estado na África do Sul, informa esta segunda a imprensa local.

Os chifres, que são muito valiosos para algumas formas de medicina tradicional, foram levados da Agência de Parques e Turismo de Mpumalanga no fim de semana, segundo o jornal Lowvelder.

«O culpado, ou culpados, abriram dois cofres de aço com fechaduras duplas», disse uma fonte da agência.

Dex Kotze, conservacionista e presidente executivo da joalheira sul-africana Jenna Clifford, que apoia uma campanha contra a caça ilegal de rinocerontes, disse que o material roubado pode valer cerca de 16 milhões de dólares (12 milhões de euros).

A caça ilegal de rinocerontes está a aumentar na África do Sul, tendo-se registado mais de 270 mortes este ano, cerca de metade das quais no Kruger Park, apesar da deslocação de tropas para a proteção destes animais.

Os chifres de rinoceronte são muito procurados em algumas regiões da Ásia, principalmente no Vietname, para serem utilizados na medicina tradicional.

Os caçadores ilegais usam armas semiautomáticas para atacar os animais que morrem ou ficam feridos.

A África do Sul alberga 20 mil rinocerontes, o que representa 70% ou 80% da população mundial da espécie, como noticia a Lusa.