Fredie Blom tem 114 anos, é candidato ao título de homem mais velho do mundo e quer deixar de fumar. 

Depois de ter passado a maior parte da sua vida a trabalhar numa fazenda e depois na construção civil na África do Sul, onde mora, Blom garante que já só lhe resta superar o vício do tabaco, avança a BBC

Todos os dias fumos duas a três pílulas”, afirma o homem de 114 anos, fazendo referência à gíria sul-africana para cigarros de enrolar, garantindo que só usa o seu "próprio fumo, não fumo cigarros [comercializados]"

O homem que superou o vício do álcool há alguns anos, deseja agora parar de fumar, mas explica que a vontade de continuar é mais forte que a de parar. 

Às vezes, digo-me que vou parar, mas estou a mentir para mim mesmo”, explica Fredie, livrando-se das culpas e afirmando que é tudo por "culpa do diabo".

Apesar da idade e do vício do tabaco, Fredie tem uma aparência saudável e ainda consegue tomar banho e vestir-se sozinho, contando com a ajuda do neto para se calçar e às vezes barbear, mas lamenta dizer que “já não ando como andava”

O segredo para a longevidade não existe, Fredie Blom garante que “há apenas uma coisa: é o homem lá de cima [Deus]. Ele tem todo o poder. Eu não tenho nenhum. Posso cair a qualquer hora, mas Ele segura-me”

Com uma ótima saúde, há muita gente a duvidar da idade de Fredie, diz a sua mulher, Janetta, 29 anos mais nova. 

Houve muitas questões quando ele foi buscar o seu bilhete de identidade há alguns anos, mas a sobrinha dele conseguiu a certidão de nascimento, que era a prova de que precisávamos”, explica Janetta. 

Fredie completou 114 anos no dia 8 de maio e já é conhecido como o homem mais velho do mundo, mas o título do Guinness ainda não é seu. 

O Guinness afirma que está a consultar especialistas para revelar a quem pertencem os títulos de homem e mulher mais velhos do mundo. 

O título pertencia a Violet Moss-Brown, que morreu no passado mês de setembro aos 117 anos.