A comissão para a Igualdade de Género da África do Sul está a investigar se o diretor de uma radiotelevisão pública recebeu uma jovem como prenda de líderes tradicionais, confirmou hoje à EFE um porta-voz da instituição.

«Começamos a investigação esta semana e ainda não temos resultados», afirmou o porta-voz da comissão, Javu Baloyi, que não pôde adiantar as ações da instituição se a história se confirmar.

O escândalo apareceu no país no fim da semana passada, quando o diário The Sowetan noticiou que o chefe de operações da SABC (South African Broadcasting Corporation), Hlaudi Motsoeneng, tinha recebido de um grupo de chefes tradicionais da etnia venda uma vaca, um bezerro e uma esposa durante uma visita ao norte do país.