A forte explosão ocorrida esta sexta-feira de manhã no Leste de Cabul, Afeganistão, causou a morte de uma menina de seis anos e feriu seis outras pessoas, disse um oficial afegão.

O chefe do serviço de ambulâncias da capital afegã, Mohammed Alim Asim, não dispunha de mais informações sobre o incidente, segundo a agência Associated Press.

O porta-voz da polícia local, Basir Mujahid, afirmou que a explosão ocorreu no Leste da cidade, numa zona onde existe um treino de centro militar, a alfândega e algumas casas de hóspedes, e também onde residem muitos expatriados.

Já o porta-voz do Ministério do Interior, Najib Danish, indicou que a fonte da explosão foi um veículo pertencente a uma empresa estrangeira, que não identificou. O responsável também não esclareceu se a explosão foi causada por uma bomba.

O Afeganistão atravessa uma das suas fases mais sangrentas desde o final da missão da NATO, em 2015, que continua no país em tarefas de treino e capacitação das forças afegãs.

Cabul já sofreu este ano vários ataques de grandes dimensões.

Em janeiro, um atentado na capital afegã com uma ambulância carregada de explosivos causou 103 mortos e mais de 200 feridos, uma semana depois de outro ataque no Hotel Intercontinental, no qual perderam a vida mais de 20 pessoas, entre os quais 14 estrangeiros.