Os talibãs reivindicaram a responsabilidade pelo ataque em curso esta manhã no aeroporto de Cabul, noticia a AFP.

«Vários dos nossos homens armados (...) lançaram um ataque contra o aeroporto internacional de Cabul», disse o porta-voz dos talibãs Zabiuhallah Mujahid, em comunicado enviado à AFP, ao indicar que, «segundo informações preliminares, intensos confrontos prosseguiam» no terreno.

Explosões e trocas de tiros foram escutadas hoje no aeroporto de Cabul, no Afeganistão, no âmbito de um ataque de rebeldes, constatou um fotógrafo da AFP.

O Ministério do Interior confirmou o ataque, informando que um grupo de rebeldes tomou um edifício em construção por volta das 04:30 (00:00 GMT) e abriu fogo com armas automáticas e lança-granadas.

Helicópteros da Força Internacional da NATO no Afeganistão (ISAF) e do exército afegão sobrevoavam a zona, enquanto colunas de fumo eram visíveis sobre o local do ataque.

Nenhuma vítima foi registada, de acordo com o Ministério do Interior.

Segundo um responsável afegão que prestou declarações sob anonimato, os voos estavam esta manhã cancelados e o aeroporto internacional está encerrado.

O ataque sobre o aeroporto situado a norte da capital afegã ocorre depois de na terça-feira ter sido registado um atentado suicida num mercado no leste do país, junto à fronteira paquistanesa, o qual causou pelo menos 40 mortos.