Os talibãs do Afeganistão emitiram esta segunda-feira um alerta, dando conta de que instaram «todos» os combatentes a lançarem ataques para sabotar as eleições presidenciais, cuja primeira ronda se realiza a 05 de abril.

«Nós demos ordens a todos os "mudjahidines" [combatentes] para que utilizem todas as forças à sua disposição para impedir a farsa das próximas eleições e para que ataquem todos os trabalhadores, ativistas, membros das forças de segurança», declararam os talibãs, num comunicado difundido no seu site, citado pelas agências internacionais.

Esta é a primeira vez que os talibãs, que inicialmente apelaram para a realização de um boicote, formulam ameaças claras e diretas relativamente às presidenciais.