Os talibãs reivindicaram o ataque contra um veículo de uma produtora de televisão em Cabul, no Afeganistão, na quarta-feira, que causou oito mortos e quase 30 feridos, alegando que a empresa odeia o Islão e despreza a cultura afegã.

Os talibãs indicaram em comunicado enviado à imprensa em Cabul que o ataque ocorreu “em resposta ao ódio da emissora Tolo em relação ao Islão" e "pela sua falta de respeito pela cultura afegã", entre outros motivos.

A polícia informou, na quarta-feira que o ataque foi perpetrado contra uma carrinha que levava empregados da Kaboora Production e da Tolo TV, causando sete mortos civis, além do atacante suicida. 

A televisão está de luto.