Um homem com um colete de explosivos dissimulado com uniforme militar foi esta manhã morto em Cabul pelas forças de segurança afegãs, nas imediações dos escritórios dos Serviços Secretos.

O alegado homem-bomba foi morto a tiro numa zona movimentada, nas imediações do Ministério do Interior e da representação da União Europeia no Afeganistão.

Os rebeldes talibãs, que lutam contra o governo de Cabul e contra a força da Nato liderada pelos Estados Unidos desde a queda do regime em 2001, utilizam regularmente comandos suicidas para operações na capital afegã.