O balanço do deslizamento de terras no Afeganistãojá vai em 2100 mortos e pelo menos 100 feridos. A tragédia pode ser muito maior, já que milhares de pessoas estão desaparecidas. Uma aldeia inteira ficou soterrada por mais de 100 metros de lama.

«Mais de 2100 pessoas de 300 famílias estão mortas», disse Naweed Forotan, um porta-voz do Governo da província de Badakshan, citado pela Reuters.

Centenas de casas ficaram debaixo da terra arrastada pelas chuvas torrenciais, que atingiram a cidade de Hobo Barik, no distrito de Argo.

Uma montanha inteira desabou, numa altura em que os habitantes tentavam recuperar bens de um pequeno deslizamento ocorrido poucas horas antes.

Populares e autoridades procuram sobreviventes, mas debatem-se com a falta de meios.