Quatro homens foram condenados à morte no Afeganistão por terem espancado uma mulher até à morte, em praça pública.

A jovem de 28 anos, de nome Farkunda, foi espancada até à morte e, depois disso, o seu corpo foi arrastado e exibido pelas ruas e ainda queimado.

Os quatro condenados tinham acusado a jovem de 28 anos de ter deitado fogo ao Alcorão, mas várias testemunhas tinham desmentido a acusação contra a jovem.

Além dos quatro homens sentenciados à morte, oito indivíduos foram condenados a 16 anos de prisão. Outros 18 arguidos conseguiram escapar a qualquer sentença.

19 polícias também foram acusados de ter falhado o seu dever, nomeadamente, o dever de evitar o ataque. Os agentes ainda estão à espera de uma decisão do tribunal, que deverá ser conhecida no domingo.

O ataque em causa ocorreu a 19 de março e chocou o Afeganistão, causando protestos um pouco por todo o país pela defesa dos direitos das mulheres.