Notícia atualizada às 18:59

Várias centenas de pessoas estão desaparecidas, e possivelmente mortas, em consequência de um deslizamento de terras no Afeganistão, segundo avançam as agências internacionais que citam fontes oficiais afegãs.

O desastre aconteceu na província de Badakshan, no nordeste do país.

Uma fonte oficial do Governo adiantou à AP que o deslizamento de terra foi causado por fortes chuvas e terá soterrado parte de uma aldeia. Segundo esta fonte, pelo menos duas mil pessoas estão desaparecidas.

O canal de notícias TOLOnews aponta para 2500 vítimas mortais de acordo com o governador de Badakhshan. E refere que até ao momento foram resgatados apenas oito corpos.





Pouco depois do deslizamento inicial, um outro desmoronamento de terras terá ocorrido, soterrando pelo menos mais 600 pessoas que tinham ocorrido ao local para ajudar no resgate das pessoas inicialmente soterradas.

Segundo o governador Shah Waliullah Adeeb, pelo menos 300 casas ficaram debaixo da lama, cerca de um terço da totalidade das casas no local.

O responsável explicou que as equipas de salvamento estão a trabalhar no local, mas não têm meios suficientes e pedem por pás.





«É fisicamente impossível neste momento», disse. «Nós não temos pás suficientes, precisamos de mais maquinaria», acrescentou.

Uma vila próxima do local foi já evacuada por receio de que o mesmo possa acontecer.