Um adolescente australiano, que combateu nas fileiras do Estado Islâmico (EI), protagonizou um vídeo de propaganda do movimento islâmico, no qual é mencionado, pela primeira vez, o primeiro-ministro da Austrália, Tony Abbott, noticia hoje a imprensa local.

O jovem adverte no vídeo o Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e o primeiro-ministro australiano, de que os «jihadistas» não vão deixar de lutar até conseguirem derrotar «todos os tiranos e fazer com que a bandeira negra ondule em cada território», incluindo na Casa Branca e Palácio de Buckingham.

As autoridades australianas estimam tratar-se de Abdullah Elmir, jovem de 17 anos que desapareceu da sua habitação no oeste de Sydney no final de junho passado, segundo a estação local ABC.