Um habitante de Tóquio de 79 anos, Kohei Jinno, está prestes a ver, pela segunda vez na vida, uma casa em que mora ser demolida. Cinquenta anos depois, a razão é a mesma: os Jogos Olímpicos. Nos anos 60, Kohei Jinno foi desalojado por causa da construção do estádio para os Jogos Olímpicos de 1964 na capital japonesa. Agora, a história repete-se.

«O destino não foi bondoso para mim. Pode ser bom para o país, mas enche-me de tristeza ter de deixar este sítio. Sei que a minha vida teria sido diferente sem os Jogos Olímpicos. Quem me dera que não organizassem os jogos em Tóquio outra vez. Acontecer-me isto uma vez, ainda vá. Mas duas vezes é demais», queixa-se o japonês, citado pela Sky News.

Os Jogos Olímpicos de 1964 foram os primeiros organizados na Ásia. Tóquio tinha ganho a organização da edição de 1940, mas esses jogos foram cancelados devido à II Guerra Mundial.

Em 2020, 56 anos depois, a capital japonesa volta a acolher o maior acontecimento desportivo do mundo. O estádio construído para os jogos de 1964 já não serve e, cúmulo dos azares, o senhor Kohei Jinno vai ter de mudar de casa outra vez.