A Federação Russa concordou esta quinta-feira em recomeçar a abastecer a Ucrânia com gás durante o inverno, num acordo intermediado pela União Europeia e concretizado em Bruxelas, informou fonte comunitária.


Os pormenores vão ser divulgados pelo presidente da Comissão, José Manuel Durão Barroso, e pelos ministros da Energia russo e ucraniano, em conferência de imprensa, a ter lugar esta quinta à noite, disse a fonte, sob anonimato, refere a Lusa.


A dívida ucraniana, de 2,5 mil milhões de euros, vai ser paga em duas prestações, uma agora e outra no final do ano, adiantou outra fonte, garantindo que “os ucranianos têm o dinheiro para pagar.


O acordo define um preço de 385 dólares (305 euros) por mil metros cúbicos durante o contrato, que vai de novembro deste ano até março de 2015.


Os pagamentos vão ser feitos mensal e antecipadamente.