O livre-comércio entre a Ucrânia e a União Europeia só vai concretizar-se efetivamente em 2015.

O acordo que o viabiliza deverá ser ratificado na terça-feira pelo parlamento ucraniano, mas apenas entrará em vigor no final de 2015, anunciou esta sexta-feira a Comissão Europeia, segundo a Lusa.

A zona de livre-comércio era a principal medida económica prevista no acordo de associação entre a UE e a Ucrânia, assinado em junho. Até então, a Comissão tinha sempre assegurado que esta zona seria formada «rapidamente», mesmo de forma provisória, enquanto se aguardava a sua ratificação pela Ucrânia e pelos Estados-membros da União.

«Vamos adiar o acordo de livre-comércio para 31 de dezembro do próximo ano», declarou em conferência de imprensa o comissário europeu do Comércio, Karel De Gucht.