O Japão vai combater as alterações climáticas sem "sacrificar o progresso económico", afirmou este domingo o primeiro-ministro, um dia depois do histórico acordo global alcançado no sábado em Paris, entre 195 países, para reduzir as emissões de gases de efeito estufa.

"Vamos atingir (o objetivo) sem sacrificar o nosso crescimento económico", assumiu Shinzo Abe, num comunicado, divulgado pela agência Kyodo.

Tóquio comprometeu-se a reduzir os seus níveis de emissões registados em 2013 em 26 por cento até 2030.