Dois pilotos da TransAsia causaram a queda do avião, em 2014, que matou 48 pessoas, por voarem a uma altitude demasiado baixa quando tentavam aterrar a aeronave numa ilha durante um tufão, disseram as autoridades de aviação de Taiwan.

As autoridades concluíram que os pilotos fizeram a aeronave voar abaixo da altitude mínima permitida em cenários de reduzida visibilidade, causada pelo tufão Matmo, a 23 de julho de 2014, segundo o relatório final da investigação ao acidente.

Considerou-se que o erro procedimental era frequente entre os pilotos da TransAsia na altura, colocando passageiros e tripulação em perigo.