William Riley Knight, de 49 anos de idade, morreu poucas horas depois de dizer «sim», no altar. Quando se dirigia, com a sua mulher, para a receção aos convidados num hotel em Crown Point, Indiana, nos Estados Unidos, parou para ajudar uma condutora em apuros, escreve a «Sky News». Acabou por, ele próprio, se ver envolvido noutro acidente e morrer na berma da estrada, juntamente com a mulher que tentou salvar, este domingo de manhã.

O carro de Linda Darlington, com 42 anos de idade, tinha saído da estrada e ficado preso na neve. William Riley Knight deixou a sua esposa Nikki Knight, numa estação de serviço próxima, e foi com o seu camião ajudar Linda. Quando ambos estavam na berma da estrada foram atingidos por um veículo em despiste e, depois, por mais duas viaturas.

Nikki Knight, enfermeira, disse ao jornal «Chicago Sun-Times» que quando chegou ao local do acidente, nenhum deles tinha pulso e foram, de imediato, declarados mortos pelas equipas de emergência.

«Passei de noiva, a recém-casada e, depois a viúva, em menos de 48 horas» afirmou ao mesmo jornal. Ele disse-me: «Temos de parar, é tarde e precisam de ajuda». Para Nikki Knight, William é um herói. «Ele era este tipo de pessoa. Colocava a sua vida em suspenso para ajudar outros».

William Riley Knight tinha duas filhas, um enteado e uma enteada. Ainda de acordo com a «Sky News», todos os condutores envolvidos no acidente permaneceram no local até à chegada das autoridades e nenhum deverá ser acusado de qualquer crime.