Um comboio da multinacional anglo-australiana Rio Tinto descarrilou na segunda-feira na linha férrea de Sena, centro de Moçambique, despejando 1.386 toneladas de carvão, indicou esta terça-feira o Notícias, diário de maior circulação no país.

Citando o ministro dos Transportes e Comunicações moçambicano, Paulo Zucula, o Notícias refere que o descarrilamento pode ter sido causado por defeitos na linha ou por excesso de velocidade.

O comboio que sofreu o sinistro era composto por 42 vagões, dos quais 22 saíram da linha com o equivalente a 1.386 toneladas de carvão, que eram transportados para o Porto da Beira, de onde serão exportados.