A Junta da Galiza decretou, esta quinta-feira, sete dias de luto oficial na sequência do acidente ferroviário que ocorreu na quarta-feira à noite em Santiago de Compostela, em que morreram 78 pessoas e outras 130 ficaram feridas.

A decisão foi tomada numa reunião extraordinária do Conselho da Junta realizada hoje e anunciada pelo presidente da Junta, Alberto Núñez Feijóo, numa conferência de imprensa após o encontro.

Na mesma comunicação, o presidente voltou a transmitir às famílias das vítimas o pesar do governo autonómico, embora se mostrasse «consciente» de que todas as condolências «não bastam para aliviar a sua dor».