Um condutor foi espancado, depois de ter saído da sua viatura para ajudar o rapaz que acabara de atropelar. O incidente aconteceu esta quarta-feira em Detroit, nos Estados Unidos. Quando o motorista abandonou a carrinha para ajudar David, de 11 anos, um grupo atacou-o.

Depois de se ter percebido que tinha chocado contra David, o homem, de 54 anos , parou de imediato e foi em auxílio do rapaz, que se tinha colocado de repente na sua frente, como avançou à WXYZ-TV.

«David estava deitado e tinha sangue a sair pela boca. Ele não se conseguia mexer», disse o padrinho do menino, James Duston.

«Quando o condutor saiu, algumas das pessoas que repararam no incidente, lançaram-se sobre ele. Penso que demorou cerca de um minuto e de seguida deixaram-no ir», disse uma testemunha ao canal.

Depois voltaram a bater-lhe, fizeram isso cerca de três vezes e, finalmente, alguém foi em seu auxílio. Foi triste, porque sei que ele estava a sair do carro em socorro do rapaz», acrescentou.

O «NY Daily News» adiantou que o homem encontra-se nos cuidados intensivos do Hospital St John, para onde foi também encaminhado David. Um parente explicou que o condutor se encontra em estado grave tendo inclusive hemorragias no cérebro.

«Possivelmente irá morrer. Ele nunca tentou fugir do local do acidente. Ele saiu para ver a criança e as pessoas atacaram-no», afirmou o agente do Departamento Policial de Detroit, Michael Woody, ao jornal «Detroit Free Press».