A colisão entre um comboio e um camião numa passagem de nível no centro da África do Sul, ocorrida na quinta-feira, fez pelo menos 19 mortos, dos quais quatro crianças, e 260 feridos, segundo dados oficiais hoje atualizados.

“O número de mortos elevou-se para 19”, disse o porta-voz provincial da Saúde, Mondli Mvambi, indicando que prossegue o trabalho de identificação das vítimas.

Na sequência do acidente, que provocou o descarrilamento do comboio quando chocou com um camião numa passagem de nível, deflagrou um incêndio numa das carruagens da composição, que se propagou a mais seis, fazendo com que os passageiros ficassem reféns das chamas e do fumo negro, enquanto as equipas de socorro acorriam ao local para extinguir o fogo.

O comboio, que efetuava a ligação entre Port Elizabeth (sul) e Joanesburgo, transportava, segundo a companhia ferroviária Shosholoza Meyl, 429 passageiros, muitos dos quais regressavam a casa após as férias.

No total 164 passageiros foram hospitalizados, mas apenas uma jovem de 14 ainda se encontra no hospital devido a fraturas múltiplas, precisou Mvambi. Os restantes feridos receberam tratamento no local.

As autoridades abriram um inquérito por suspeitas de homicídio involuntário e o ministro sul-africano dos transportes falou da possível responsabilidade do condutor do camião.