Cinco pessoas da mesma família foram encontradas amarradas e mortas num hotel no bairro de Canasvieiras, na cidade de Florianópolis, no Brasil. Segundo o site G1, que cita fonte da polícia militar, um corpo foi encontrado na lavandaria do hotel, na cave, dois no segundo andar e os restantes no terceiro andar, cada um deles num quarto.

Ainda de acordo com a polícia, vários mensagens referindo uma facção criminosa foram escritas na parede, o que indica que a motivação do crime pode ser um acerto de contas. Havia ainda gasolina espalhada pelos locais. De acordo com as primeiras informações, as vítimas, com idades entre os 39 e os 78 anos, teriam sido mortas por asfixia.

“Tudo indica que foi um acerto de contas. Porque essa família era de São Paulo, estavam aqui em Florianópolis, e os autores do homicídio deixaram algumas inscrições nas paredes como se tivesse cobrando alguma dívida, uma vingança oriunda de São Paulo”, afirmou o tenente-coronel Marcelo Pontes ao G1.

As vítimas foram feitas reféns por três homens armados que invadiram o hotel durante a tarde de quinta-feira. A invasão ocorreu por volta das 16:00 (hora local, 20:00 horas em Lisboa) de quinta-feira e os criminosos teriam permanecido no local até a madrugada de hoje.

Durante o sequestro, uma funcionária, que também havia sido feita refém, conseguiu fugir e alertar as autoridades. Inicialmente, o corpo de bombeiros tinha avançado que eram seis corpos, mas a polícia afirmou que se tratava de cinco vítimas.

As equipas da polícia civil, do Instituto Geral de Perícias (IGP) e do departamento de homicídios estão a investigar o caso.