O Gana vive uma das suas maiores tragédias dos últimos anos.

Pelo menos 96 pessoas morreram por causa de uma explosão, seguida de incêndio, numa bomba de gasolina no centro de Accra, a capital daquele país  africano. O desastre aconteceu na quarta-feira, quando uma inundação causada pelas chuvas torrenciais que caíam na altura fez com que o combustível armazenado na bomba saísse do reservatório e entrasse em contacto com as chamas de um incêndio próximo.

Na altura da explosão, muitas pessoas estavam na estação de serviço e nas lojas mais próximas, a abrigarem-se da chuva, pelo que o número final de vítimas poderá ainda subir. Na manhã de quinta-feira, os serviços de emergência ainda estavam a remover escombros e a procurar vítimas.

O presidente do Gana, John Dramani Mahama, já esteve no local e qualificou o número de mortes como "catastrófico".

Para piorar ainda mais a situação, grande parte da cidade de Accra estava sem eletricidade até há poucas horas. Também aqui, a culpa é das chuvas torrenciais e da falta de uma rede adequada de escoamento de águas, fatores que, todos os anos, causam o caos na capital do Gana.