Uma menina de 11 anos foi abusada por um grupo de colgas dentro da sala de aulas, frente à professora. O caso aconteceu na passada quinta-feira, dia 26 de Setembro, na Escola Municipal Plínio Ayrosa, na Freguesia do Ó, estado de São Paulo. Segundo o jornal «Diário de São Paulo», a menina foi rodeada, dentro da sala de aulas, por uma grupo de cinco meninos e duas meninas. Quase todos têm 10 anos, apenas uma das meninas terá 14 anos de idade.

Uma colega chamou a vítima para o fundo da sala. Acabou por ser empurrada e cercada pelo grupo. Ficou sem camisola e sem sutiã. O grupo mexeu-lhe no peito e uma dos rapazes terá tentado enfiar a mão nas calças da menina. Só nessa altura conseguiu empurrar um rapaz e fugir. O caso está a ser investigado pelas autoridades como «abuso sexual de mulher», escreve o mesmo jornal.

«Senti muita vergonha porque todo o mundo estava vendo o meu peito», afirmou a menina ao jornalista do «Diário de São Paulo». Tudo aconteceu durante uma aula de matemática, em frente a uma professora de substituição, que nada terá feito.

A mãe da jovem está indignada e diz que, quando chegou à escola, os outros professores descreveram a situação como sendo a menor a causadora da situação. Depois do sucedido, a menina «está com medo» e a mãe continua à procura de uma nova escola para a filha.