A polícia de Lower Southampton, na Pensilvânia, Estados Unidos, deteve um homem após descobrir que vivia com 12 raparigas na sua casa de Feasterville. A mais velha tem 18 anos, a mais nova seis meses.

Lee Kaplan, de 51 anos, foi detido na quinta-feira por suspeitas de abuso sexual e outros crimes, numa altura em que as autoridades ainda procuram identificar todas as raparigas e perceber como é que elas chegaram àquela casa.

A polícia passou o fim de semana a revistar a propriedade com o auxílio de cães.

Segundo a Associated Press, a jovem de 18 anos, que alegou ter dois filhos do homem, com três anos e seis meses, disse ter sido “um presente” dos pais a Lee Kaplan quando tinha 14 anos.

Os pais da jovem também foram detidos e admitiram, de acordo com a AP, ter dado a filha a Lee Kaplan numa altura em que o casal estava em risco de perder a quinta e Kaplan os salvou financeiramente.

“Alguma coisa não bate certo”

A denúncia partiu de Jen Betz, uma vizinha de Lee Kaplan que há muito partilhava com o marido as suas desconfianças sobre a relação do homem com as crianças: “Alguma coisa não batia certo ali”.

“Elas estavam sempre tão tristes e assustadas quando as via. Foi isso que me fez telefonar” para a polícia, disse Jen Betz, de acordo com a AP.

As crianças não frequentam a escola e não se sabe se alguma vez foram ao médico. Mas, a polícia adiantou que as meninas não apresentam traumas visíveis.