Um juiz da Audiência Nacional espanhola abriu esta quinta-feira um inquérito contra o líder do grupo radical islâmico nigeriano Boko Haram, Abubakar Shekau, por assédio e coação a uma freira espanhola na cidade nigeriana de Ganye.

A decisão do juiz Fernando Andreu foi tomada em nome do princípio da justiça universal que lhe permite investigar casos de terrorismo desde que exista uma vítima espanhola, segundo a procuradoria.

O Ministério Público espanhol acusa o Boko Haram de assédio e coação à freira em março de 2013 num “contexto generalizado de ações de natureza terrorista pela organização ‘jihadista’”.