O Exército iraquiano reclama ter atacado uma caravana em que seguia um dirigente do Estado Islâmico, na província de Anbar, no Oeste do país. O destino de Abu Bakr al-Baghdadi é ainda desconhecido, de acordo com a CNN, que cita um comunicado military iraquiano. Sabe-se apenas que “foi transportado num veículo”.
 

“A Força Aérea iraquiana levou a cabo uma operação heróica ao atacar a caravana de al-Baghdadi, quando este seguia para uma reunião de líderes do Estado Islâmico em Karabelah”, pode ler-se no comunicado militar iraquiano.

 
O local onde iria decorrer a reunião também foi atacado e vários dirigentes do Estado Islâmico foram mortos ou feridos.
 
Não é a primeira vez que há notícias de al-Baghdadi ser atingido em ataques aéreos. Isso já aconteceu duas vezes: em novembro de 2014, houve notícias de ele ter sido ferido num ataque aéreo, e em março deste ano, correu também a notícia de que o dirigente do Estado Islâmico tinha sido ferido num ataque em Al-Qaem.
 
Em ambas as situações, surgiram depois gravações áudio de al-Baghdadi nas redes sociais, desmentindo a gravidade do seu estado de saúde.