Um autocarro com imagens contra o aborto vai percorrer as ruas de Madrid nas próximas semanas. Segundo o «El Mundo», as imagens são bastante impressionantes, uma vez que mostram um feto ensanguentado fora do útero.

Esta é uma iniciativa da associação ultraconservadora dos EUA, Centro de Reforma Bioética, que assegura que conta com a autorização da Câmara, mas na Assembleia não existe nenhuma petição nesse sentido.

O autocarro circula pelo Passeio da Castelhana, estrada da Princesa, Gran Via e Ventas.

O responsável da campanha, Jorge Benito, explicou que a mesma é suportada com doações de particulares e que se trata de uma continuação das iniciativas levadas a cabo anteriormente nos EUA, Alemanha ou México.

Para a associação, que não tem delegação em Espanha, esta ação é a primeira que levam a cabo e que conta com o apoio de outras associações.

A ação não é inocente, uma vez que acontece num momento em que o Governo prepara a reforma da Lei do Aborto, pretendendo que o Executivo elimine completamente a possibilidade de interromper a gravidez.

Com a lei atual, as mulheres podem interromper voluntariamente a gravidez até às 14 semanas sem necessidade de se justificar. Depois deste tempo, a gravidez pode ser interrompido até às 22 semanas por causas médicas e, sem prazo, se um comité médico constata anomalias fetais extremamente graves ou incompatíveis com a vida.