Mais de 56 responsáveis com o estatuto de vice-ministro ou superior já foram «abatidos» no âmbito na campanha anticorrupção lançada há dois anos pela nova liderança comunista da China, disse esta terça-feira um jornal do Partido Comunista Chinês (PCC).

O número foi divulgado a propósito do mais recente «tigre» denunciado pelas autoridades, o vice-presidente da Conferência Política Consultiva do Povo Chinês e membro do Comité Central do PCC, Ling Jihua.

Ex-diretor do Comité Central do PCC, associado ao antigo presidente Hu Jintao, Ling Jihua «está a ser investigado por suspeita de grave violação da disciplina», anunciou a Comissão Central de Controlo e Disciplina na segunda-feira à noite.