Um avião de transporte militar ucraniano foi abatido esta segunda-feira por forças rebeldes pró-russas no leste da Ucrânia, anunciou o serviço de imprensa da autoproclamada «República Popular de Lugansk».

Após o avião ter sido atingido, foram observados três paraquedas no céu e foi desencadeada uma operação de resgate no setor para encontrar a tripulação, referiu a mesma fonte.

Do lado ucraniano, um porta-voz militar indicou à agência noticiosa AFP que foi perdido o contacto com um aparelho AN-26 que sobrevoava a região de Lugansk.

«O contacto com o avião foi perdido perto das 12:30 horas (10:30 hora de Lisboa) e está em curso uma operação de busca», declarou Vladyslav Seleznev, porta-voz da «operação antiterrorista» na Ucrânia, acrescentando que a bordo apenas se encontrava o piloto e a tripulação.

«Procuramos determinar o número dos ocupantes», acrescentou. Um AN-26 pode transportar cerca de 40 pessoas.

A região de Lugansk e a zona vizinha de Donetsk, no leste da Ucrânia, têm sido palco de confrontos entre o exército ucraniano e os rebeldes pró-russos, que dispõe de armamento sofisticado.

Em 14 de junho, 49 ocupantes de um avião de transporte militar ucraniano morreram quando o aparelho foi abatido por forças federalistas pró-russas próximo do aeroporto de Lugansk.