foi atribuída



uma vez que a porta é desenhada para resistir





mas segundo o Internation Business Times













Uma vez que o Boeing é de construção americana, a autoridade americana NTSB, em cooperação a Indonésia NTSC, investigou o caso. Cada uma das agências chegou a diferentes conclusões. A NTSB concluiu através da análise das caixas negras, que o avião se despenhou em resultado da manipulação direta dos controlos. Não chegou a determinar se por parte do piloto ou do copiloto.

Por outro lado, a indonésia NTSC considerou as provas obtidas através das caixas negras de circunstanciais e determinou no seu relatório a impossibilidade de «chegar a qualquer conclusão sobre o acidente.»