O vencedor de um dos maiores Euromilhões de sempre em França vai doar quase dois terços do prémio que recebeu no início do ano.

São 50 milhões de euros, de um total de 72 milhões, a repartir por uma dezena de associações nacionais de beneficência.

O milionário solidário, um homem na casa dos 50 anos, sem filhos e residente em Haute Garonne, optou pelo anonimato. Diz que quer manter uma vida normal mas tenciona seguir com atenção a forma como vai ser aplicado o dinheiro doado.

Os 72 milhões de euros, ganhos no concurso de 31 de janeiro, correspondem ao sétimo maior prémio atribuído em França desde a criação do Euromilhões em 2004.

Segundo a «Française des Jeux», a organização que gere este tipo de jogos em França, o vencedor só reclamou o prémio milionário um mês depois do sorteio.