As autoridades chinesas decretaram "medidas de coação" para 31 pessoas responsabilizadas por um acidente industrial, que causou 73 mortos, em 2016, anunciou este sábado a agência noticiosa estatal Xinhua.

As medidas de coação são uma forma de punição, que pode ir de vigilância permanente a prisão, e são frequentemente aplicadas a pessoas acusadas de porem em perigo a segurança do país.

A punição foi aplicada a 31 pessoas pelo acidente industrial, ocorrido em novembro passado, numa central elétrica no sul da China, onde uma plataforma que estava a ser construída numa torre de arrefecimento ruiu, causando 73 mortos, dois feridos e prejuízos no valor de 15,6 milhões de dólares (cerca de 13 milhões de euros).